MÚSICA E EDUCAÇÃO

Telefônica e maestro se unem em projeto tecnológico de educação musical

Telefônica e maestro se unem em projeto tecnológico de educação musical (Foto: Telefônica/Reprodução)

A "Sinfonia Digital", parceria entre Juan Diego Flórez e a Telefônica, criará um centro de educação musical tecnológico para ajudar jovens de baixa renda

O tenor peruano Juan Diego Flórez e a Telefônica lançaram um projeto para promover a inclusão social de crianças pobres do Peru através da educação musical e da tecnologia. Intitulado “Sinfonia Digital”, o projeto foi anunciado em Lima, capital peruana, em meados de março e terá como primeira medida a criação do “Núcleo Modelo Telefônica”, um centro de educação musical de alta tecnologia que abrigará 400 jovens de baixa renda.

Uma vez instalado, o projeto será replicado na rede de núcleos musicais do Sinfonia pelo Peru, sistema de orquestras juvenis e infantis impulsionado há cinco nos pelo próprio Flórez, cujo objetivo é melhorar a educação e o futuro de crianças peruanos em situação de pobreza.

Segundo o maestro, sua aliança com Telefônica “marcará um antes e um depois no Peru”, porque permitirá que o Sinfonia pelo Peru “se eleve e tome um impulso espetacular”, podendo até mesmo alcançar outros países latino-americanos. “Um violino tem o poder de substituir armas de fogo, drogas, a violência infantil e doméstica, e tem, inclusive, capacidade de unir famílias. A música é a essência do espírito dá auto-estima às crianças para sair da pobreza”, disse Flórez.

Por sua parte, César Alierta, presidente do grupo Telefônica, afirmou que a união da música e a tecnologia digital fará com que as crianças tenham um potencial muito maior que o imaginado. “O que o Juan Diego fez é espetacular. Vai a ter uma repercussão mundial e passará para a história não só por isso, mas também por ser ele o melhor tenor do mundo”, acrescentou.

O projeto também faz com que Juan Diego Flórez seja o primeiro peruano a se tornar embaixador da marca, que o incluirá dentro de sua estratégia comunicativa. Na terça-feira, ele e Alierta estiveram no distrito deManchay,, no sudeste da capital peruana, onde o Sinfonia pelo Peru tem um de seus treze núcleos educativos que já funcionam em várias regiões do país.




Secciones: