TODOS PELA EDUCAÇÃO

Relatório revela que 2,8 milhões de jovens brasileiros estão fora da escola

Relatório revela que 2,8 milhões de jovens brasileiros estão fora da escola 2,8 milhões de jovens estão fora da escola

Cerca de 2,8 milhões de crianças e adolescentes de 4 a 17 anos no Brasil não estão matriculados na escola básica, segundo dados do movimento Todos pela Educação  (TPE) divulgados hoje.

Cerca de 2,8 milhões de crianças e adolescentes de 4 a 17 anos no Brasil não estão matriculados na escola básica, segundo o movimento Todos pela Educação  (TPE), que divulgou hoje a nova edição de seu relatório De  Olho nas Metas, estudo baseado em dados oficiais de 2014 e 2015.

Outro desafio apontado pelo movimento é a garantia de aprendizado adequado, considerando que apenas 9,3% dos estudantes de Ensino Médio apresentam proficiência esperada em matemática.  Os números também mostram que somente 54% dos jovens brasileiros concluíram o ensino médio na faixa etária correta.

Segundo o rekatório, tais dados representam desafios do sistema educacional brasileiro. Por isso, a publicação utilizou dados oficiais baseando-se nas nas cinco metas do movimento sobre o acesso à educação e alfabetização.

O De Olho nas Metas 2013-14 utilizou dados referentes ao monitoramento das metas do movimento, calculadas com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) 2013 e na Prova Brasil/Saeb (MEC/Inep) 2013 (ambos divulgados entre o final de 2014 e início de 2015). Confira os principais resultados:

Metas (definidas até 2022, ano do bicentenário da independência do país)

Meta 1 – Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola

Em 2013, o Brasil registrou 93,6% da população de 4 a 17 anos matriculada na Educação Básica, abaixo da meta intermediária proposta pelo TPE para o ano, que era 95,4%. O indicador aponta que precisam ser incluídas no sistema educacional 2.863.850 de crianças dessa faixa etária.
A população de 6 a 14 anos é a que tem o maior percentual frequentando a escola: 98,3%. Em números absolutos, precisam ainda ser incluídas cerca de 500 mil crianças e jovens dessa faixa etária no sistema educacional.
 
Meta 2 – Toda criança plenamente alfabetizada até os 8 anos
Com o lançamento, em 2012, do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), pelo Ministério da Educação (MEC), o governo federal anunciou a elaboração da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), uma prova de Leitura, Escrita e Matemática aplicada de forma censitária nas turmas de 3º ano do Ensino Fundamental. Os resultados da primeira edição da ANA, realizada em 2013, não foram divulgados de forma consolidada pelo Inep. Somente as escolas tiveram acesso aos relatórios.
Meta 3 – Todo aluno com aprendizado adequado ao seu ano
Em 2013, somente 9,3% dos alunos do 3º ano do Ensino Médio aprenderam o considerado adequado pelo movimento em Matemática, e 27,2% em Português, valores abaixo das metas intermediárias definidas pelo TPE para o ano, que eram, respectivamente, de 28,3% e 39%.
No 9º ano do EF, o percentual de alunos com aprendizado adequado em 2013 foi 16,4%, em Matemática e de 28,7% em Língua Portuguesa. As metas intermediárias para essa etapa eram de, respectivamente, 37,1% e 42,9%.
Já o 5º ano apresentou 39,5% de alunos com aprendizado adequado em Matemática, e 45,1% em Língua Portuguesa, e, também não atingiu as metas intermediárias, de 42,3%, para a primeira disciplina, e de 47,9%, para a segunda.
O movimento considera que tem aprendizado adequado o aluno que atinge ou supera as seguintes pontuações para cada disciplina em cada ano avaliado pela Prova Brasil e pelo Saeb.
Língua Portuguesa
Matemática
5º ano do Ensino Fundamental
200
225
9º ano do Ensino Fundamental
275
300
3º ano do Ensino Médio
300
350
 
Meta 4 – Todo jovem de 19 anos com Ensino Médio concluído
Pouco mais da metade dos jovens, apenas 54,3%, conseguiu concluir a etapa final da Educação Básica na idade considerada adequada, em 2013. No Ensino Fundamental, a conclusão até os 16 anos foi alcançada por 71,7% dos jovens. Até 2022, prazo estipulado pelo TPE para o alcance das 5 Metas, 95% ou mais dos jovens brasileiros de 16 anos deveriam completar o Ensino Fundamental, e 90% ou mais dos jovens brasileiros de 19 anos deveriam concluir o Ensino Médio.
Meta 5 – Investimento em Educação ampliado e bem gerido
Em 2013, o investimento público direto em Educação no Brasil foi de 5,2% do Produto Interno Bruto (PIB).  Os dados de investimento específico em Educação Básica, hoje no patamar de 4,4%, mostram uma tendência de crescimento desde 2000, quando era de somente 3,2%.
 

 




Secciones: