CURSO

Facebook oferecerá aulas gratuitas de programação para moradores de Heliópolis

  • A empresa está integrando esta ação ao seu projeto Facebook na Comunidade, que visa dar acesso à tecnologia para comunidades de baixa renda, de forma a estimular a inovação e o empreendedorismo.

Facebook oferecerá aulas gratuitas de programação para moradores de Heliópolis Foto: Marco Paköeningrat (Creative Commons)

Curso pretende introduzir a utilização e desenvolvimento de aplicativos a serem utilizados na rotina diária dos 200 mil habitantes da comunidade.

O Facebook passará a oferecer aulas de computação, programação, algoritmos e desenvolvimento de aplicativos na comunidade de Heliópolis, em São Paulo, a partir de 1º de agosto. A iniciativa é uma parceria com a associação de moradores, Unas, e parte do projeto da instituição chamado Facebook na Comunidade.

Abertas e gratuitas, as aulas serão ministradas no Laboratório de Inovação do Facebook, localizado na comunidade desde março de 2015 para oferecer aos moradores e comércios locais internet gratuita de alta velocidade. Segundo a própria empresa, o projeto pretende estimular a inovação e o empreendedorismo através da tecnologia em comunidades marginalizadas.

Patrick Hruby, diretor de pequenos e médios negócios do Facebook explica que “a tecnologia dá poder às pessoas, amplia suas oportunidades e as ajuda a liberar sua criatividade”, indicando que em Heliópolis se nota “uma enorme força de empreendedorismo e uma verdadeira demanda por novas ferramentas tecnológicas”.

O curso oferecido terá uma carga horária de 15 horas, divididas em cinco aulas, ministradas toda quinta-feira por engenheiros do Facebook. Alunos com 100% de presença serão certificados no final do curso. O conteúdo cobre conceitos básicos do funcionamento de computadores (especificamente sobre o uso de memória e o funcionamento de softwares básicos), de algoritmos e inicia os estudantes nas linguagens mais utilizadas em programação.

Além disso, o curso pretende introduzir a utilização e desenvolvimento de aplicativos a serem utilizados na rotina diária dos 200 mil habitantes da comunidade.

Entre os moradores, a demanda pela introdução neste tipo de conhecimento era muito presente, como no caso do vendedor Edson da Silva, morador há 18 anos de Heliópolis que teve que adiar seu plano de desenvolvimento de um aplicativo que viria a atender pessoas de baixa renda do local por falta de conhecimento técnico.

Ele defende que as aulas de programação serão muito úteis “especialmente para os mais jovens da comunidade, que têm muito interesse em aprender a programar, mas que até hoje não tinham acesso a esse tipo de conhecimento por conta do alto custo dos cursos”.

O diretor de engenharia do Facebook, Artur Souza, acredita que o ensino de programação básica vai estimular o desenvolvimento do raciocínio lógico nos estudantes, além de despertar o interesse destes por tecnologia. “Em um mercado cada vez mais competitivo, essa é uma habilidade que permite que você se diferencia da ‘multidão’”, defende.

O laboratório da região já foi utilizado também para o oferecimento de cursos de empreendedorismo e gestão, feitos em parceria com o Sebrae de São Paulo, e cursos para o uso do Facebook para negócios. Desde seu início, estes cursos já formaram 50 pequenos empresários e estudantes no local.

As inscrições para o curso já estão abertas e podem ser feitas presencialmente na sede da Unas, localizada na Rua da Mina, 38. O laboratório do Facebook está localizado na Rua Jovens do Sol, número 128, em Heliópolis.




Secciones: