PÉS DESCALÇOS

Através de parceria, fundação de Shakira apresenta projeto para jovens colombianos

Através de parceria, fundação de Shakira apresenta projeto para jovens colombianos (Foto: Reprodução/Fundação Pés Descalços)

Em parceria com "A Caixa", a fundação da cantora Shakira espera beneficiar 500 alunos de escolas colombianas de Barranquilla, Cartagena, Quibdó e Soacha

A Fundação Pés Descalços, criada pela cantora colombiana Shakira, e a Obra Social “A Caixa”, da Espanha, apresentaram, na última quarta-feira, em Barranquilla (Colômbia) o Projeto Jovens Empreendedores, com o qual esperam beneficiar 500 alunos de quatro escolas na Colômbia.

O diretor da Área Comercial e Educativa da Fundação Bancária “A Caixa”, Xavier Bertolín, e a diretora-executiva da Fundação Pés Descalços, Patricia Sierra, explicaram em entrevista coletiva como os estudantes aprenderão os conceitos, características e valores de uma atitude empreendedora e criativa.

“Quando Shakira conheceu o projeto, ela nos disse: ‘por que não tentamos levar isto à Colômbia?’. Dissemos: ‘vamos avaliar’. Decidimos capitanear a ideia e hoje estamos começando em quatro instituições educativas no país, mobilizando 500 meninos”, indicou Bertolín à Efe.

Segundo ele, os objetivos do programa são despertar atitudes empreendedoras, incentivar um “olhar com olhos de explorador”, estimular a identificação de problemas e propor a observação das oportunidades a ao redor. Mediante seis módulos, o curso entregará às crianças ferramentas para gerar soluções criativas, trabalho colaborativo e poder de comunicação.

Segundo Sierra, são grandes as expectativas “para que este projeto se multiplique por todo o país, para que estes jovens saiam com uma maneira de seguir suas vidas de forma diferente e que entendam que empreender não é ser um novo Steve Jobs, mas sim resolver o problema do dia a dia, partindo dos problemas que têm no colégio”.

A diretora do Pés Descalços manifestou que o Ministério da Educação, ao qual se apresentou o projeto, espera que a iniciativa permita baixar os índices de deserção escolar, ao passo que se pode melhorar os indicadores das provas Saber e Pisa, especialmente no componente empreendedor.

Em Barranquilla, participarão 120 estudantes, que se somarão a outros 380 de instituições de Cartagena, Quibdó e Soacha, que, depois da primeira etapa de formação de grupos, apresentarão um projeto.

“Vamos escolher as equipes ganhadoras e levaremos, na primeira semana de maio, 10 jovens a Barcelona, a um campus, para melhorar o projeto que criaram”, anotou o diretor de Fundação Bancária “A Caixa”.

“A Fundação Pés Descalços reconheceu o programa educativo da Obra Social “A Caixa”, o “eduCaixa”, como uma conduta de referência no novo paradigma da educação, que contempla o desenvolvimento integral dos alunos”, expressou.

O Projeto Jovens Empreendedores começou a desenvolver-se no início do ano letivo, e sua aplicação, levada a cabo pelo professor ou professora, parte de um kit digital que contém seis módulos; cada um deles consta de duas sessões para trabalhar os conceitos chave de um projeto empreendedor. Ele foi iniciado em 2013, e a demanda cresce a cada ano de forma significativa.




Secciones: