OCUPAÇÃO

Alunos da Itália se inspiram em São Paulo e ocupam escola

Alunos da Itália se inspiram em São Paulo e ocupam escola (Foto: reprodução/Facebook)

Para terem suas reivindicações atendidas, estudantes ocuparam o Liceo Statale Virgilio, em Roma (Itália)

Inspirados no movimento de estudantes secundaristas de São Paulo, os alunos do Liceo Statale Virgilio, em Roma (Itália), passaram a ocupar a escola para protestar em nome de suas reivindicações.

Organizados por meio do Collettivo Autorganizzato Virgilio – um grupo que, assim como os de São Paulo, são horizontais e sem figuras de liderança – os alunos publicaram uma carta aberta em 26 de novembro expondo suas reivindicações. Dentre os pedidos estão a remoção de câmeras de segurança do ambiente escolar, a liberdade de entrar na sala após o início das aulas, a participação dos alunos em decisões que os afetem enquanto estudantes e a melhoria na infraestrutura da escola.

Ainda segundo outra carta, eles justificam a ocupação também pelo fato das salas de aula estarem superlotadas. Segundo o movimento, a escola abrigava 1550 alunos no ano passado, enquanto o limite imposto pelo governo era de 1200.

Assim como os precursores brasileiros, os alunos do Liceu também realizam aulas, debates e atividades culturais na ocupação. Em uma publicação recente nas rede sociais, eles manifestaram o apoio aos movimentos paulista.

Taxados por Irene Baldriga, diretora da escola, como “baderneiros”, os alunos temem que, até a próxima segunda-feira (14), as autoridades realizem a reintegração de posse do colégio.




Secciones: